O que é o sistema Fotovoltaico?

A denominação fotovoltaica vem da palavra foto=luz e volt = eletricidade Basicamente um sistema fotovoltaico é a capacidade de transformar energia do sol em energia elétrica através do uso de painéis fotovoltaicos mais conhecidos como placas solares.

 

Para tal, utiliza-se como material básico o silício purificado, que, modificado quimicamente, ao ser exposto à luz, produz energia elétrica. Quando a intensidade da luz solar é máxima, verifica-se que o sistema fotovoltaico pode gerar uma grande quantidade de energia elétrica.

 

É importante distinguir o uso da energia solar, pois existem sistemas que fazem o aquecimento de água, o que é igualmente interessante, mas para tal, não é necessário as células fotovoltaicas.

Quais os benefícios do Sistema fotovoltaico?

Os benefícios são enormes e duradouros, além de ser uma energia limpa, duradoura, não poluente tornando-a  sustentável para o seu negócio ou sua residência.

Com relação aos benefícios podemos citar:

 

1º A questão econômica, tendo em vista que, uma vez instalado, você não é mais dependente da distribuidora, pelo contrário, você pode até se transformar num fornecedor de energia, portanto, a sua conta da energia pode ser reduzida a zero e ainda ganhar Créditos Energéticos;

 

2º a disponibilidade da energia, pois, enquanto que a maior parte da energia atual brasileira é dependente das usinas hidroelétricas, termoelétrica e, em menor proporção da energia nuclear, que dependem de recursos naturais findáveis a energia solar está disponível praticamente 365 dias por ano e é inesgotável, o que não se verifica com a hidroelétrica, pois sem água não há energia;

3º é uma energia limpa, ou seja, não polui e nem emite gases de CO2 que favorecem o aquecimento global e afetam significativamente o meio ambiente, portanto, é sustentável;

 

4º a produção de energia está relacionada com a intensidade solar, portanto, na hora de maior intensidade solar, você terá a produção máxima e normalmente nessa hora que a sua demanda é maior, caso você use ar-condicionado;

 

5º a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) instituiu a Resolução Normativa 482 que permite a conexão de sistemas de mini e micro geração distribuídas na rede elétrica nacional de energia, permitindo um desconto em kWh dos montantes gerados pela energia consumida.

Entenda a sua conta de energia e as tarifas

Quando você analisa a sua conta de energia, existem itens que são difíceis de serem entendidos, entre os quais a “hora de ponta”; “hora fora de ponta”; do porque das diferentes bandeiras (verde, amarela e vermelha) e, em consequência, as taxas extras de acordo com a bandeira.

 

Hora de ponta e hora fora de ponta

“Hora de ponta” significa que você está utilizando energia na hora que, quase todo mundo está usando (das 17 às 21 horas), pois, todas as pessoas chegam em casa, tomam banho, ligam TV, micro-ondas e as luzes da casa e isso provoca uma demanda maior de energia, por isso, você paga uma taxa maior.

“Hora fora de ponta”, significa que você está gastando energia, fora das horas de ponta e por isso você paga uma taxa normal de energia.

 

A proposta é estimular as pessoas a consumirem energia, de preferencia, fora da hora de ponta, não ocorrendo assim, um déficit energético no sistema, evitando a possibilidade de dar um blackout.

 

Com relação às bandeiras verde, amarelo e azul.

Tendo em vista que praticamente toda energia produzida no Brasil é advinda de hidroelétricas, isso significa uma dependência muito grande da disponibilidade da água.

 

Como estamos vivendo uma longa estiagem, significa que temos menos água nos sistemas hídricos e, consequentemente, menor possibilidade de geração de energia.

 

Na proposta de estimular um menor consumo, para evitar um blackout, estipulou-se as bandeiras.

 

A bandeira verde significa que tem muita água disponível e consequentemente energia gerada, então, o valor cobrado por KW é a taxa normal.

 

Caso comece a faltar água, aciona-se a bandeira amarela, avisando as pessoas que está começando a faltar água no sistema (e consequentemente energia), portanto, para estimular as pessoas a consumirem menos energia, cobra-se uma taxa maior na bandeira amarela sofre um acréscimo de R$0,025 para cada quilowatt hora (KWH) consumido.

 

Mas no caso da situação ser de longa estiagem, como a que estamos vivendo, significa que quase não há água disponível para gerar energia, para suprir a demanda as usinas Termoelétricas são acionadas e isso resulta em um acréscimo significativo quando é hasteada a bandeira vermelha! Acréscimo de R$0,055 para cada quilowatt hora (KWH) consumido.

 

A HCEnergy, através do uso de células fotovoltaicas, propõe a bandeira azul, ou seja: reduzir a sua conta a praticamente zero, o que significa que você praticamente não vai pagar pela energia consumida, tendo em vista que você produz energia!

O valor da sua conta de energia será o que costuma pagar.

 

O valor da sua conta de energia sofrerá acréscimo.

O valor da sua conta de energia sofrerá um acréscimo significativo!

O valor da sua conta de energia terá um decréscimo significativo.

 

Condições totalmente favoráveis

Quais são as aplicações?

 

O sistema fotovoltaico se aplica a todas as situações onde se envolve energia elétrica. Você pode usar na sua casa, nas indústrias, em iluminação pública, iluminação de estradas e rodovias, em estações meteorológicas isoladas, em comunidades isoladas, sistema de irrigação, bomba de poços, abastecer o seu celular dentre outras.

 

No entanto o mais revolucionário é manter os satélites e veículos como carros, trens ou mesmo motos e bicicletas elétricas, só para citar alguns exemplos.

Sistemas
On-Grid e
Off-Grid

 

Quando se adquire um sistema fotovoltaico, a sua produção de energia, além de ser usado para consumo próprio, o excedente pode ser injetado na rede da distribuidora ou acumulado em baterias.

 

No sistema “On grid” a geração de energia, através das placas fotovoltaicas, é acoplada à rede elétrica da distribuidora de energia. A principal vantagem é que a energia produzida pelas placas e que não é diretamente consumida, pode ser injetada na rede e posteriormente ser resgatada (Crédito Energético), sem custos adicionais.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

No sistema “Off grid” a produção de energia produzida pelas placas é armazenada em baterias especiais, assim você terá energia independente de estar ou não ligada na rede da distribuidora.

 

Esse sistema é muito utilizado para quem vive em comunidades distantes e que não tem acesso à energia elétrica da rede, ou, em fazendas que necessitam de energia.

 

 Que pode ser primordial em ocasiões de “blackout” (apagões), não afetando assim o seu negócio.

 

Onde posso instalar o

sistema fotovoltaico?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Para definir o melhor local para instalar o sistema fotovoltaico é importante uma boa discussão com um dos técnicos da HCEnergy.

Você pode instalar o sistema em cima do telhado; usar área do estacionamento ou ainda colocar no chão (obviamente em cima de uma estrutura própria).

Tem limite de espaço?

Instalar o sistema em cima do telhado pode ser uma boa opção.

Tem uma ampla área disponível?

Sua opção poderá a de instalar as placas nessa área (facilita inclusive na manutenção).

Tem área de estacionamento?

Ótima oportunidade de usar essa área, pois além de gerar energia, poderá colocar os carros na sombra.

Independente da opção fique atento aos detalhes técnicos que são determinantes na hora da instalação, como por exemplo, posição das placas com relação ao sol, presença de árvores e a inclinação ideal.

Custos benefícios

A grande questão sempre é a financeira.

 

Vale ou não instalar um sistema fotovoltaico?

 

Custa Muito caro?

Essas são as perguntas mais frequentes.

A única e a verdadeira resposta é: Sim VALE MUITO A PENA.

 

Embora os custos das placas; inversores e a estrutura não sejam baratas, o retorno do investimento é relativamente rápido, tendo em vista as grandes vantagens do investimento.

 

Assim que você instalar o sistema fotovoltaico, imediatamente depois a sua conta energética chega a ter uma redução de 95%. Mas, seguramente o grande benefício é a sua independência energética, ou seja, enquanto no mercado se discute os aumentos tarifários; as suas porcentagens elevadíssimas e a possibilidade de faltar energia no país, você estará seguro, pois está promovendo a sua própria energia, garantindo assim a continuidade do seu negócio de uma forma sustentável.

 

O retorno do seu investimento também é relativamente rápido.

 

Supondo que seja de 7 a 8 anos, isso significa que, daqui a esse tempo, você não pagará mais nada (apenas uma pequena taxa administrativa se ainda estiver ligado na rede), ou seja, a questão da energia não será mais a tua preocupação. Com isso, você se manterá no mercado, enquanto os seus concorrentes, que não aderiram ao projeto, ainda dependerão da energia fornecida pela rede, sabe-se lá a que custos, custos esses que deverão ser repassados ao produto, enquanto isso, você manterá o seu produto na competitividade!

 

Isso sim, é que é um projeto verdadeiramente sustentável!

 

 

 

 

 

Made with Adobe Muse

© 2015 - Todos os direitos reservados.